FIV Idade: Existe um Limite Máximo de Idade para o Tratamento?

Você sabia que existe um limite de  idade para a FIV ? A corrida para conquistar melhores condições de vida e estabilidade através de uma carreira profissional sólida é uma tendência mundial. Porém, tem sido uma das principais influências para o adiamento da maternidade.

Mulheres e homens têm optado por adiar o sonho de constituir uma família, na esperança de poder planejar um momento mais oportuno para se dedicarem a maternidade/paternidade com mais tranquilidade e segurança.

Os avanços tecnológicos no campo da reprodução humana possibilitam esse adiamento através dos tratamentos de fertilidade, como o congelamento de óvulos e procedimentos de fertilização in vitro.

No entanto, apesar da FIV ser uma das técnicas mais bem sucedidas no desenvolvimento de embriões, as chances de sucesso começam a diminuir com o passar do tempo, principalmente a partir do 38 anos , podendo chegar a próxima de zero, por volta dos 42/43 anos.  

Portanto, é preciso ter em mente que até mesmo a FIV tem as suas limitações, nas quais a maioria está relacionada às condições naturais da mulher após essa idade, em virtude da redução na qualidade e quantidade dos óvulos.

Quer entender melhor do assunto? 

Acompanhe abaixo como a idade da mulher pode interferir na FIV e o que pode ser feito para aumentar as chances de sucesso.

Confira!

Como a idade feminina pode afetar a fertilidade?

casal um atrás do outro segurando imagem de ultrassom de bebe e cartazes na frente do ventre da mulher
A FiV Idade pode influenciar no tratamento de diferentes formas.

A idade da mulher é um dos fatores que mais poderá influenciar na taxas de sucesso da gravidez. Isso porque a partir dos 30 anos de idade a mulher começa a apresentar um declínio na sua fertilidade, demorando mais para efetivar a concepção.

Com o passar dos anos, este declí­nio se torna ainda mais acen­tua­do, piorando bastante após os 40 anos, em decorrência da redução na quantidade de óvulos e qualidades dos mesmos. 

Infelizmente, esse é um processo normal, provocado pelo esgotamento natural do número dos óvulos existentes no aparelho reprodutor feminino, desde o seu nascimento até a menopausa. 

Outros fatores como exposição a substâncias químicas e radiação, cirurgia ovariana prévia , fatores genéticos, tabagismo, obesidade, doenças crônicas , distúrbios hormonais  também podem contribuir para a antecipação da menopausa.

Os casais jovens, sem problemas de fertilidade, costumam ter entre 20% e 25% de chances de engravidar naturalmente  a cada ciclo menstrual. 

Já à medida que os anos vão passando para a mulher, o seu estoque ovariano e qualidade dos óvulos vão sendo comprometidos, contribuindo para uma diminuição dessas chances de gravidez natural.

A mulher, ao contrário dos homens, não produz seus gametas, já nascendo com uma quantidade predeterminada de óvulos (reserva ovariana). 

Embora eles ainda passem pelo processo de maturação, não podem ser renovados, apenas vão sendo eliminados a cada ciclo menstrual, quando não fertilizados. 

Além disso, eles também envelhecem, perdendo a qualidade, o que aumenta o risco de malformações genéticas e abortamentos.

A idade pode influenciar no resultado da FIV?

casal em consultório médico para saber fiv idade
A FIV Idade da mulher pode influenciar no tratamento por conta da capacidade reprodutiva dela.

Na técnica utilizada pela Fertilização in Vitro, a fecundação do óvulo pelo espermatozóide é feita em laboratório, a fim de se obter um embrião de boa qualidade, antes de ser implantado dentro do útero, para que evolua para uma gravidez saudável.

A FIV costuma ter as maiores chances de sucesso, podendo ultrapassar até 60% por ciclo. No entanto, a taxa de sucesso também pode variar por inúmeros fatores, inclusive a idade da mulher, por conta da diminuição na capacidade reprodutiva feminina.

Embora a menopausa ocorra, na maioria das vezes  próxima dos 50 anos, devido a diminuição da produção hormonal, os processos que acarretam na perda definitiva da fertilidade se iniciam em torno de 8 a 10 anos antes, justamente aos 40 anos de idade. 

Mulheres com idade em torno dos 37 a 38 anos de idade, costumam apre­sen­tar piores resultados  às medicações, menor taxa de fer­ti­li­za­ção e implan­ta­ção, bem como maior taxa de abor­ta­men­tos. 

No entanto, a redução na capacidade reprodutiva por conta da idade, está mais relacionada à qua­li­da­de dos óvu­los do que aos fato­res endo­me­triais, isto é, condições ideais de implantação.

Por isso, o tratamento reprodutivo mais indicado à mulheres com idade mais avançada, em que há pouca quantidade e baixa qualidade de óvulos, é a ovodoação, que costuma apre­sen­tar taxas de gra­vi­dez similares às da idade da doa­do­ra, não importando a idade da receptora.

Por exemplo, comparada a outros tratamentos, como inseminação intra-uterina (1-2%) e fertilização in vitro (menos que 5%), as taxas de sucesso na gravidez na ovodoação permanecem altas (superiores a 50%), mesmo após 42 anos de idade.

O mesmo pode ocorrer em casos de doação de esperma, em que o homem apresenta alterações seminais graves.

Então, qual a melhor idade para engravidar ou ideal para fazer uma FIV ?

É possível realizar a fertilização in vitro com os próprios óvulos até cerca de 43 anos de idade. No entanto, não há uma idade fixa estabelecida, visto que cada mulher é única em termos de organismo, características individuais e até estilo de vida.

Portanto, há outros fatores que devem ser levados em consideração, além da idade, que podem tanto aumentar como diminuir esse limite de idade e chances de sucesso na gravidez. 

Ou seja, mulheres de mesma idade, ambas com com 42 anos, podem apresentar uma quantidade de folículos diferentes. Por exemplo, uma mulher com 20 folículos vai ter mais chances de engravidar do que aquela que tiver uma reserva de 6 folículos.

Para que não fiquem dúvidas, entenda o que acontece em cada faixa etária feminina:

Mulheres de 20 a 30 anos de idade

Nesta faixa etária a mulher se encontra em seu pico de fertilidade, por isso as taxas de sucesso de gravidez por ciclo de FIV são as mais altas, chegando a ser superiores a 50% (duas vezes maior que na concepção natural).

Nesses casos, o Conselho Federal de Medicina permite a transferência de apenas um a dois embriões para o útero, já que as chances de sucesso gravidez são muito altas.

Mulheres de 31 a 42 anos de idade

Depois dos 30 anos, principalmente após os 35, a mulher começa a vivenciar uma diminuição na fertilidade. 

Há casos de mulheres que apresentam ciclos menstruais anovulatórios, isto é, sem liberar óvulos. Nesse caso, a FIV conta com um tratamento de estimulação ovariana, para obter uma eficácia entre 20% e 40%.

É possível transferir até três embriões, após os 35 anos, sendo que aos 40 anos, podem ser transferidos  até quatro embriões. 

Sendo assim, a probabilidade de gestação múltipla também é maior, bem como os riscos envolvidos em uma gestação gemelar , que consideramos de alto risco.

Existe uma tendência atual, na chamada “single transfer ” ( transferência única ), principalmente quando temos embriões de boa qualidade em fase de blastocisto (quinto dia ).

Mulheres após os 42 anos de idade

Após os 42 anos de idade, a mulher começa a estar mais próxima da menopausa, por conta da redução hormonal, que também provoca a diminuição na fertilidade.

Por conta disso, as chances de sucesso, mesmo com a transferência de vários embriões, são muito menores, sendo que aos 43 anos, a taxa de sucesso já fica abaixo dos 5%.

Nestes casos, a recomendação em geral é de realizar a FIV fertilização com óvulos de doadoras mais jovens, para que as chances de sucesso de gravidez sejam aumentadas.

Neste caso, o óvulo doado poderá ser fecundado pelo espermatozóide do parceiro, para que depois do embrião formado, ele seja transferido para o útero da paciente, para que ela possa gestá-lo.

Outra alternativa seria congelar vários óvulos antes da chegada dessa idade, a fim de aumentar as chances de sucesso, quando chegar o momento ideal para engravidar.

Então, não vou conseguir engravidar após os 43 anos?

espermatozoide chegando ao ovulo
Há várias outras alternativas para FIV Idade avançada.

Como vimos, não há uma resposta concreta, pois tudo vai depender das características individuais da mulher e seu estado de saúde no momento do tratamento. 

Mulheres com 44 anos ou mais podem perfeitamente engravidar desde que tenham boa saúde, façam os exames regularmente e realizem o tratamento médico adequado.  

Uma gestação saudável depende de um estilo de vida saudável, que inclua uma alimentação equilibrada, atividades físicas regulares, evitando também o consumo excessivo de álcool, cafeína, tabaco, bem como drogas.

Portanto, nem sempre a idade vai ser determinante ou fator que impeça a maternidade de acontecer, embora esteja relacionada à diminuição da fertilidade.

Há casos em que a mulher pode conservar óvulos de boa qualidade e ter um útero receptivo para a implantação do embrião. Além disso, há outras alternativas a serem consideradas, como a doação de óvulos e/ou sêmen.

De qualquer maneira, o ideal é que a mulher faça um planejamento caso deseje engravidar após 35 anos. Recomendamos o uso de  ácido fólico pelo menos um mês antes da concepção para evitar malformações do tubo neural no feto, além de sempre manter uma dieta equilibrada, realizar o pré-natal de forma adequada com os exames médicos específicos à idade, a fim de diminuir as chances de anomalias do feto, e doenças maternas  como diabetes e hipertensão.

Open chat
💬 Precisando de ajuda?
Olá👋Como posso te ajudar?