Icone informações
Quero agendar
uma consulta
Icone informações
Quero mais
informações
Sobre o que você deseja saber?
Preencha os dados abaixo, selecione o assunto de interesse e receba informações exclusivas!

Tratamento Natural para a Síndrome dos Ovários Policísticos

Tratamento Natural para a Síndrome dos Ovários Policísticos

Postado em: 19 de agosto de 2019

Você sabia que um tratamento natural para a Síndrome dos Ovários Policísticos pode ser bastante eficaz? Com o método correto e o acompanhamento médico adequado,  a mudança de hábitos alimentares e um pouco de atividade fisica , podem resultar em ótimos resultados ao organismo feminino. A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é um problema que […]

Você sabia que um tratamento natural para a Síndrome dos Ovários Policísticos pode ser bastante eficaz? Com o método correto e o acompanhamento médico adequado,  a mudança de hábitos alimentares e um pouco de atividade fisica , podem resultar em ótimos resultados ao organismo feminino.

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é um problema que atinge 1 em cada 15 mulheres em idade reprodutiva. Ou seja, entre  13 e 40 anos, quando chega a menopausa. Ela é uma doença que afeta os níveis hormonais do organismo, gerando o aumento da produção de hormônios masculinos. Como resultado, a mulher enfrenta desordem em seu ciclo fértil e  pode ocorrer dificuldade para engravidar.

Grande parte dos cistos ovarianos é do tipo folicular. Ele é gerado a partir de um folículo, a “bolsa” que o óvulo feminino se desenvolve. Se, após seu desenvolvimento, o óvulo não for liberado, o líquido permanece dentro do folículo. Então, um cisto se desenvolve, podendo se dissolver sozinho ou precisar de tratamento específico.

Apesar dessas características, a SOP costuma ter sintomas muito parecidos aos de outros problemas do sistema reprodutor feminino. Por isso, na hora de diagnosticar a doença, o médico avalia se a paciente tem, pelo menos, dois dos sintomas a seguir. A presença de dois dos sinais é o que caracteriza a doença.

  • Sintoma 1: Irregularidade na menstruação;
  • Sintoma 2: Alteração nos ovários, aumentando o seu volume, devido à presença de cistos;
  • Sintoma 3: Hiperandrogenismo, ou seja,o excesso de hormônios andrógenos, como testosterona.

Além destes sinais, a mulher com SOP pode apresentar aumento de peso e piora na resistência insulínica (que resulta no aumento de açúcar no sangue). Assim como pele oleosa, acne e pelos indesejados.

Como o diagnóstico e tratamento da SOP são realizados?

ovários policísticos diagrama dos ovários

Para diagnosticar ovários policísticos, o médico solicita alguns exames para a análise dos hormônios e da insulina no organismo

Para diagnosticar a doença, o médico solicita alguns exames para a análise dos hormônios e da insulina no organismo. Além disso, realiza exame físico e avalia a história clínica da mulher. A paciente que já enfrentou dificuldades para engravidar e/ou outros cistos no ovário tem mais chances de sofrer de novo do problema.

É preciso dizer que a SOP não tem uma causa final determinada. Pesquisas indicam que ela possui relação genética, mas outros estudos ainda relatam uma relação direta entre a insulina e o problema. 

Em todo o caso, a doença precisa ser tratada. Não só porque provoca uma série de incômodos e dificuldades à mulher, mas também porque há outros riscos. Uma mulher com SOP, por exemplo, tem maior risco de desenvolver doenças como a diabetes, câncer de endométrio e até ataques cardíacos.

Aqui é onde podemos destacar a importância do tratamento natural para os ovários policísticos. Quando a paciente adere a alguns métodos simples, pode normalizar o seu ciclo fértil e eliminar os cistos. Muitos dos tratamentos caseiros contra a doença também promovem o equilíbrio da insulina e dos outros hormônios no sangue.

Mas é preciso que todo e qualquer tratamento natural seja acompanhado pelo médico. Até porque, há situações em que eles não serão suficientes para eliminar o problema. Com a indicação e o cuidado próximo de um especialistas, as chances de sucesso da terapia serão muito maiores. Até porque, são comuns os casos em que os métodos naturais precisam ser associados a tratamentos médicos.

Outras formas de tratamento dos ovários policísticos

tratamento medicamentoso para ovários policísticos

Existem tratamentos medicamentosos em alternativa aos ovários policísticos tratamento natural.

Como citamos ao longo do texto, todos os tratamentos naturais da SOP precisam ser realizados com acompanhamento médico. Primeiro porque, muitas vezes, eles não serão suficientes para a eliminação do cisto. Sem contar que vários métodos caseiros podem ter efeitos colaterais — como é o caso do alcaçuz, que pode trazer problemas aos hipertensos.

Dito isso, você pode estar se perguntando: “ok, mas quais os outros tratamentos para a Síndrome dos Ovários Policísticos?”. O método indicado pelo especialista varia muito, de acordo com a saúde da paciente e a gravidade do problema. A seguir, listamos as principais terapias utilizadas.

Anticoncepcional oral

Desde que indicado pelo médico, o anticoncepcional oral pode ter ótimos efeitos no tratamento da SOP. Primeiro, porque ele ajuda a normalizar o fluxo menstrual da mulher. Afinal de contas, o organismo feminino passa a receber as doses corretas de hormônios e a ter uma “data certa” para menstrual.

Os efeitos do anticoncepcional também incluem a melhora de sintomas como a acne, cólicas e o aumento de pelos. Mas lembre-se: só utilize o medicamento indicado pelo médico. Cada mulher lida de modo diferente com um anticoncepcional. Apenas o especialista saberá o mais indicado para o seu organismo e demais características de saúde.

Medicamentos complementares

A SOP afeta, além do sistema reprodutor, várias outras funções do corpo. Por isso, é comum que o tratamento para a doença inclua outros remédios. 

Pode ser necessário, por exemplo, utilizar hipoglicemiantes orais. Os hipoglicemiantes orais são indicados para quem desenvolve resistência à insulina. Produtos cosméticos, para dores e outros também costumam ser receitados.

Cirurgia

Dependendo do tamanho dos cistos e dos efeitos para a saúde da mulher, pode ser necessário realizar cirurgia para sua retirada. Porém, os métodos operatórios têm sido cada vez menos utilizados, já que outros métodos são eficazes e bem menos invasivos.

Alimentação e atividade física 

Para o controle hormonal, é importante que a mulher mantenha uma rotina saudável. Assim, os médicos recomendam mudanças na dieta e a prática de atividades físicas. Além de ajudarem a tratar os cistos, essas ações previnem novos problemas. Sem contar que ajudam no bem-estar completo da paciente.

Reprodução Assistida

Quando a mulher deseja engravidar e a SOP dificulta a concepção, o especialista pode sugerir o uso de uma técnica de reprodução assistida. Neste caso, são duas as principais: a indução da ovulação e a fertilização in vitro.

Para a indução da ovulação, a paciente faz o uso de alguns remédios hormonais. Esses remédios estimular o óvulo a se desenvolver e a, logo depois, ficar disponível para fecundação. 

Assim que um óvulo é liberado, ele permanece aguardando pela chegada dos espermatozoides na tuba uterina. Então, após uma relação sexual sem o uso de qualquer método contraceptivo, os espermatozoides podem alcançar o óvulo e fecundá-lo. Em seguida, essa nova célula “caminha” até o útero e seu fixa na sua parede (o endométrio). Com esse processo concluído, dará-se início à gestação.

Porém, há casos em que os problemas de fertilidades são um pouco mais complexos. Talvez, por exemplo, os espermatozoides masculinos não tenham mobilidade suficiente para “nadar” até o óvulo. Quando casos semelhantes acontecem, a fertilização in vitro pode ser mais eficaz. 

A fertilização in vitro é realizada também por meio da indução da ovulação. No entanto, assim que liberado, o óvulo é pinçado e levado ao laboratório. Lá, ele é unido a um espermatozoide, coletado do parceiro da paciente ou de um doador. Logo depois, o embrião é amadurecido por cerca de cinco dias, e então transferido ao útero feminino. Caso consiga se fixar ao útero, a gestação será iniciada.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre o tratamento natural para a Síndrome dos Ovários Policísticos. Lembre-se de conversar com seu médico antes de aderir a qualquer tratamento. Assim, você terá a certeza de que o método escolhido é o mais vantajoso para a sua saúde.