Solicite uma conversa

Preservação da fertilidade em pacientes com câncer

Preservação da fertilidade em pacientes com câncer

Postado em: 9 de agosto de 2016

Quando diagnosticado um câncer e se faz necessário um tratamento oncológico com quimioterapia e radioterapia, a preservação da fertilidade deverá ser discutida com os especialistas.

A preservação da fertilidade é um assunto que precisa ser discutido entre o médico e o paciente que vai passar por um tratamento oncológico, isso porque os efeitos da quimioterapia e radioterapia podem causar danos aos tecidos ovariano e testicular, levando ao comprometimento da fertilidade em diferentes graus.

Mas, infelizmente isto nem sempre é feito pela urgência e gravidade do quadro clínico, outras possibilidades são a desinformação inacessibilidade da tecnologia ou custos.

Para congelar espermatozoides, basta o homem ir até um centro especializado e masturbar-se para conseguir material para congelamento. Porém, a mulher tem que ser submetida a hiperestimulação ovariana que dura por volta de 10-12 dias para produzir diversos óvulos.

Tem-se que congelar o máximo possível, mas isto poderá levar a síndrome da hiperestimulação ovariana que quando grave pode postergar o tratamento oncológico. Outras técnicas menos utilizadas são o congelamento de embriões e tecido ovariano.

Preservação da fertilidade em pacientes com câncer

Os tratamentos oncológicos podem danificar as gônadas em diferentes graus de intensidade, até o grau máximo causando impossibilidade definitiva de produção de óvulos ou espermatozoides.

Desta forma, é importante a avaliação multidisciplinar para estudar a possibilidade da criopreservação.

O câncer mais prevalente na mulher é o de mama e os tratamentos melhoram muito, permitindo a sobrevida da grande maioria.

As jovens com câncer de mama são as principais pacientes para serem encaminhadas aos centros de reprodução humana para verificar a possibilidade de congelamento de óvulos.

Se a pessoa tem desejo de ter um filho e foi acometida por um câncer deve procurar um centro de reprodução humana para verificar a possibilidade de preservar a fertilidade.