Icone informações
Quero agendar
uma consulta
Icone informações
Quero mais
informações
Sobre o que você deseja saber?
Preencha os dados abaixo, selecione o assunto de interesse e receba informações exclusivas!

Qual o período fértil para engravidar?

Qual o período fértil para engravidar?

Postado em: 4 de dezembro de 2018

Uma dúvida comum de quem vem tentando engravidar é a que intitula este texto: “qual o período fértil para engravidar?”. Conhecer o seu período fértil é fundamental para a concepção, pois apenas nele existe essa possibilidade. Acompanhe o texto e descubra como calcular esse intervalo e planejar a gravidez! Antes de tudo, é preciso explicar […]

Uma dúvida comum de quem vem tentando engravidar é a que intitula este texto: “qual o período fértil para engravidar?”. Conhecer o seu período fértil é fundamental para a concepção, pois apenas nele existe essa possibilidade. Acompanhe o texto e descubra como calcular esse intervalo e planejar a gravidez!

Antes de tudo, é preciso explicar o que é período fértil de uma mulher. Desde que atinge a puberdade, a mulher passa mensalmente por um ciclo menstrual. Isso significa que seu corpo é preparado para uma gravidez e, caso ela não ocorra, a menstruação acontece. No mês seguinte, essas etapas se repetem, até que a mulher atinge a menopausa.

O que é o período fértil para engravidar?

O período fértil começa com um processo hormonal no corpo feminino. Por meio da liberação intensa de algumas substâncias, como a progesterona e o estrógeno, o organismo prepara o útero para receber um feto. Para isso, ele espessa a camada interior do órgão, chamada de endométrio. É no endométrio que um óvulo fecundado precisa se fixar, para que a gravidez se inicie.

Este mesmo processo hormonal realiza o amadurecimento do folículo ovariano, um por mês. Esse amadurecimento dá origem ao óvulo, que é liberado do ovário por meio da ovulação. Assim que liberado, o gameta feminino fica disponível na tuba uterina, aguardando a chegada de um espermatozoide.

Imagem relacionada

Um óvulo permanece na tuba uterina por até 72 horas. Este é o chamado período fértil: o intervalo de tempo em que o gameta fica disponível para a fecundação. Como não é possível prever com exatidão a ovulação, acrescenta-se a este período três dias antes, e três dias depois da data da ovulação. Continue acompanhando o texto — logo mais explicaremos mais sobre o porquê.

Após esse tempo, caso a célula não tenha sido fecundada, ela é dissolvida pelo corpo, e então o período fértil chega ao fim.

Cerca de 12 dias depois deste período fértil, óvulo e endométrio são eliminados pelo corpo. Para isso, o endométrio é descamado, o que gera o fluído de sangue da menstruação. Logo após, todo o ciclo se inicia novamente.

Quando atinge a menopausa, por volta dos 50 anos, a mulher tem seus níveis hormonais drasticamente diminuídos. Como consequência, ela para de liberar um óvulo mensal, e perde a possibilidade de engravidar naturalmente.

Período fértil: calculadora

Geralmente, uma mulher de período fértil regular menstrua de 28 em 28 dias. Isso significa que todo o seu ciclo menstrual dura 28 dias, que um óvulo é liberado a cada 28 dias.

Nessas mulheres, a ovulação ocorre no 14º de seu ciclo. No entanto, há uma série de fatores que podem influenciar essa liberação do óvulo, como o estresse e até mudanças na alimentação. Dessa forma, ao dizermos que a ovulação acontece no 14º dia do ciclo, realizamos apenas uma previsão da data.

É por esse motivo que o período fértil para engravidar também inclui três dias antes, e três dias depois da data prevista para ovulação. Ou seja, como a data da ovulação é apenas prevista, a liberação do óvulo pode ocorrer pouco antes, ou pouco depois.

Isso significa que, a mulher que deseja engravidar deve intensificar sua prática sexual durante 7 dias — na data da ovulação e nos 3 dias anteriores e 3 dia posteriores. Assim, caso o óvulo seja liberado em um dia diferente do esperado, ele poderá ser fecundado do mesmo modo.

Outro motivo para essa intensificação da prática do coito é o tempo de vida dos espermatozoides. Segundo especialistas, o gameta masculino pode viver por até 72 horas no corpo da mulher. Logo, o sexo em um período maior de tempo cria uma reserva de espermatozoides no corpo feminino. Assim, independentemente da data da ovulação, haverá grandes chances de fecundação.

Leia também: Como Engravidar Rápido e Urgente?

Como calcular a ovulação em ciclos maiores/menores?

Resultado de imagem para fertile period calculator

A previsão de 28 dias para um ciclo menstrual não é uma regra. Ou seja, as mulheres também podem apresentar ciclos de 30 dias, 27 dias e outros. Não significa, contudo, que essas pacientes também não possam prever a sua ovulação.

Imagine uma mulher com ciclo de 25 dias. Ela menstruou no dia 01 de janeiro, e sua próxima menstruação acontecerá no dia 25 de janeiro. O primeiro dia do ciclo é sempre o primeiro dia da menstruação.

Para o cálculo, é preciso considerar que, logo após a ovulação, é comum que o corpo mantenha o óvulo vivo por 3 dias. Em seguida, há um intervalo de 12 dias até a menstruação. Dessa forma, temos 15 dias de intervalo entre a possível data da ovulação e a data da nova menstruação.

Então, basta subtrair 25 dias por 15 = 10. O resultado indica que a ovulação de uma mulher com ciclo de 25 dias irá acontecer no 10º dia da contagem (neste caso, no dia 10 de janeiro). Já seu período fértil ficará compreendido entre o dia 07 e 13 de janeiro, já que consideramos sempre 3 dias antes, e 3 dias depois da ovulação.

A lógica é a mesma para um ciclo de 32 dias, por exemplo. Realizando a subtração de 32 – 15, obtêm-se 17 dias. Logo, a ovulação dessa mulher vai acontecer no 17º dia do seu ciclo.

Período fértil irregular

O cálculo do período fértil em ciclos irregulares é um pouco mais trabalhoso. Considera-se que uma mulher possui ciclo irregular quando suas menstruações não têm um padrão de intervalo. Isso é, ocorre hoje, depois daqui a 28 dias, em seguida apenas após 30 dias, depois em 25 e assim por diante, sem nunca estabelecer um padrão.

Nestes casos, é preciso que a mulher faça a marcação das datas da sua menstruação por um ano. É interessante usar um calendário, para que não haja falhas no acompanhamento. Ao fim de doze meses, então, será preciso calcular quanto durou cada ciclo.

Com uma lista de todos os intervalos, é preciso encontrar o que durou menos, e o que durou mais dias. Considerando o que durou menos dias, você deve subtrair 18 do intervalo. No caso do período de maior duração, subtrai-se 11 do número.

Vamos a um exemplo: o menor ciclo menstrual de uma mulher, durante todo o ano, durou 21 dias. Enquanto isso, o maior teve duração de 28 dias. Realizando as operações matemáticas citadas, têm-se:

  • 21 – 18= 03
  • 28 – 11= 17

Com base nos resultados, é possível definir que o período fértil dessa mulher sempre ocorre entre os dias 03 e 17 de cada mês. A data da ovulação é imprecisa, e vai variar de acordo com a duração de cada ciclo. Em todo o caso, a mulher que deseja engravidar pode intensificar sua prática sexual entre as datas citadas, e terá maior facilidade em conceber.

Por que o período irregular acontece?

As causas de ciclos irregulares são diversas. Uma mulher que toma pílula anticoncepcional por muito tempo, por exemplo, tende a ter períodos desiguais por alguns meses. Alterações hormonais, inclusive as provocadas pelo hipotireoidismo, também podem afetar esse intervalo.

Alterações alimentares, doenças ginecológicas e estresse são razões igualmente comuns a essa característica. Assim como a gravidez, amamentação e até a realização exagerada de exercícios físicos.

Período fértil para engravidar: sintomas

Outra dica para acompanhar o seu período fértil é ter atenção aos sintomas que o corpo apresenta. A começar pela mudança na secreção vaginal. Durante os dias propícios para engravidar, a mulher libera um hormônio chamado estradiol e produz mais líquido que o habitual. Como resultado, sua secreção cervical se torna mais líquida e transparente.

Mais do que indicar a ovulação, essa mudança no muco cervical tem uma função importante à concepção. Com essa característica, a secreção favorece a movimentação dos espermatozoides no corpo feminino. Assim, eles encontram maior facilidade para chegar ao óvulo.

Também é comum o maior surgimento de espinhas, especialmente no rosto. Isso ocorre porque a pele se torna mais oleosa quando há grande liberação hormonal. Algumas mulheres ainda perceber certo aumento da temperatura do corpo — algo que não costuma passar do 0,8 °C. A medição pode ser feita com um termômetro, se necessário.

Resultado de imagem para ovulation symptoms

Mudanças no humor e dor no baixo ventre são outros sinais comuns. Assim como o aumento da libido, ou seja, do desejo sexual feminino.

É possivel engravidar fora do período fértil?

Talvez você já tenha ouvido casos de mulheres que “engravidaram fora do período fértil”. A fala é bastante comum, especialmente para aquelas que não esperavam uma concepção naquele momento da vida. Contudo, não é possível engravidar fora do período fértil.

Como citado ao longo do texto, o período fértil feminino é o período em que o óvulo está disponível para fecundação. O gameta feminino só pode ser fertilizado durante este intervalo, e apenas por meio da fertilização uma gravidez acontece.

Isso significa que, se engravidou, a mulher estava em seu período fértil. Talvez não em seu período fértil previsto, mas naquele que realmente ocorreu no mês.

Saiba mais sobre este assunto acessando este texto.

Período fértil e infertilidade

Resultado de imagem para Difficulty getting pregnant

Não é incomum que uma mulher apresente um ciclo menstrual regular, mas ainda assim não consiga engravidar. Isso pode ocorrer por dois motivos: devido à demora comum para a concepção, ou por causa da infertilidade.

Geralmente, um casal demora até 12 meses para alcançar a gestação. Isso porque, as chances de concepção por mês são pequenas, já que, para que ela aconteça, a mulher precisa estar em seu período fértil.

Após um ano de tentativa, porém, a condição pode ser outra: a infertilidade. São diversas as causas da infertilidade feminina. Algumas delas mudam completamente o ciclo menstrual feminino, e então a mulher tem maior facilidade em perceber um problema. É o caso, por exemplo, de problemas hormonais, que não permitem o aumento dos níveis de estrógeno, progesterona e outros no organismo. Como consequência, não há a liberação do óvulo, nem a preparação do endométrio, e muito menos a menstruação.

Já outras condições, como a endometriose, podem não afetar a menstruação. Ainda assim, criam bloqueios para a chegada do espermatozoide ao óvulo, impedindo a concepção.

Não consigo engravidar. O que faço?

É fundamental buscar um médico após 12 meses de tentativas frustradas. Se você tem mais de 35 anos, esse período diminui para 6 meses. Sempre que possível, aliás, é interessante que a consulta com o especialista seja realizada antes mesmo do início das tentativas. Assim, o profissional pode avaliar todo o sistema reprodutor feminino e perceber, de antemão, qualquer alteração que possa prejudicar a gravidez. Assim evita-se, inclusive, meses de investidas improdutivas.

Também é importante que o homem procure a avaliação de um médico. Isso porque, segundo especialistas, 30% dos casos de infertilidade têm a ver com fatores masculinos. 30% são causados por fatores femininos, e outros 30% por condições presentes nos dois indivíduos. Os 10% restantes têm causas indeterminadas.

Com o diagnóstico correto, o especialista pode indicar o tratamento mais adequado à condição de infertilidade. Assim, o casal poderá voltar às tentativas naturais de concepção. Caso isso não seja possível, há ainda a alternativa de uso das técnicas de reprodução assistida.

Agora você já sabe qual o período fértil para engravidar, como prevê-lo e o que fazer caso a gestação não ocorra. Procure um especialista e programe a sua gravidez!