Quero ser mãe e não consigo. O que fazer?

Para muitas mulheres, o sonho de ser mãe é grande. Gerar um bebê, vê-lo crescer, educá-lo para mudar o mundo. Também para muitas mulheres, porém, há certa dificuldade de concepção. E, então, elas questionam: “quero ser mãe e não consigo! O que devo fazer?”

Esse tipo de dúvida é comum em consultórios ginecológicos. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% da população mundial sofre de infertilidade.

A demora para a concepção, contudo, não indica, necessariamente, a infertilidade. Isso uma vez que é necessário uma combinação de fatores para a gestação.

Como que a mulher esteja em seu período fértil, e que os espermatozoides masculinos consigam chegar ao óvulo. Em alguns meses, a combinação de fatores falha, e então a concepção não é obtida.

De modo geral, um casal demora até um ano para alcançar a gestação. Afinal de contas, há apenas 20% de chance de gravidez no mês, já que a mulher precisa estar em seu período fértil para que ela ocorra.

O período fértil feminino nada mais é do que o intervalo de tempo em que o óvulo fica disponível para a fecundação.

Ovulação e fertilidade

mulher segurando teste de gravidez
Investigue o seu período fértil.

Normalmente, os ovários da mulher liberam um óvulo por mês. Esse processo é chamado de ovulação, e ocorre a partir do amadurecimento dos folículos ovarianos.

Os folículos são óvulos praticamente prontos, que já nascem no corpo feminino. Após atingir sua idade fértil, então, a mulher passa a amadurecer essas células, uma por mês, e a liberá-las.

Assim que a ovulação ocorre, o óvulo fica disponível na tuba uterina, onde aguarda a chegada de um espermatozoide. Caso alcance a célula feminina, o espermatozoide realiza a sua fecundação e gera um embrião.

Em meses em que o óvulo não é fertilizado, ele é dissolvido em até 72 horas após sua liberação. Depois, é expelido pelo corpo, na menstruação, que ocorre cerca de 12 dias depois.

A menstruação também consiste na descamação do endométrio, parede interna do útero. O endométrio é espesso mensalmente para a recepção de um embrião. Quando a mulher possui um ciclo regular, todo o processo de ovulação ocorre de 28 em 28 dias, normalmente.

Tal qual citado, uma série de fatores pode afetar a fecundação. Como mudanças dificuldades de mobilidade pelos espermatozoides e até o estresse do casal.

Assim, é compreensível a demora de até um ano para que a concepção ocorra. Após 12 meses de tentativas, porém, o insucesso na concepção pode ser sinal de infertilidade. Tanto devido a fatores femininos, quanto a fatores masculinos.

Nessa situação, é fundamental que o casal tome alguns cuidados e providências. A seguir, citaremos dicas que, se seguidas, podem te ajudar a realizar o sonho de ser mãe.

Você também pode saber mais sobre a reprodução humana acessando o texto “Período Fértil: tudo o que você precisa saber sobre ele”.

Quero ser mãe e não consigo. O que devo fazer?

1. Visite seu médico

Quero ser mae e nao consigo
Marque uma consulta com o seu médico para investigar as razões da dificuldade para engravidar.

Uma das dicas mais importantes para o casal que deseja engravidar é realizar uma consulta médica. O ideal é que ela ocorra antes mesmo do início das tentativas de concepção.

Caso não, é indicado realizá-la assim que a busca pela concepção completa 12 meses sem sucesso. Tanto a mulher, quanto o homem, deve procurar um especialista.

Isso porque, a infertilidade pode estar presente em ambos os indivíduos. Segundo estimativas, em 30% dos casos a dificuldade de concepção está relacionada a fatores femininos.

Em outros 30%, a infertilidade é masculina, enquanto em 30% está presente em ambos os sujeitos. Nos 10% restantes da estimativa, é impossível definir a causa da infertilidade.

Entre as vantagens em buscar um médico, está a verificação da saúde do casal e da sua capacidade fértil. Caso essa investigação seja feita logo no início do processo, é possível poupar meses de tentativas frustradas.

Afinal de contas, o médico poderá perceber rapidamente qualquer problema de infertilidade, e então indicar o modo de tratamento mais eficaz.

A indicação de tratamento também ocorrerá caso a consulta seja feita durante o período de tentativas, ou devido à demora da concepção. Para indicar a terapia ideal, o médico realizará uma série de exames.

As causas para fertilidade feminina e masculina são as mais diversas (conheça algumas acessando este texto). Muitas possuem cura, enquanto outras podem atrapalhar de forma mais intensa a gravidez.

Nessas situações, é comum a indicação de uma técnica de reprodução assistida, como a inseminação artificial ou a fertilização in vitro.

Ademais, o médico costuma sugerir o uso de algumas vitaminas e suplementos. Os produtos podem aumentar a capacidade fértil do casal, além de garantirem a formação mais saudável do bebê. Conheça mais sobre o assunto no texto “Vitaminas para Engravidar Saudável: Homem e Mulher”.

2. Acompanhe seu período fértil

Quero ser mae e nao consigo8
Fique de olhos nos seus dias férteis.

Como já explicado, o período fértil feminino é o intervalo de tempo em que o óvulo está disponível para fecundação. Saber quando a ovulação acontecerá é um ótimo modo de potencializar as chances de concepção.

Um ciclo regular dura 28 dias. Neste caso, a liberação do óvulo ocorre no 14º deste intervalo, e a célula fica disponível por até 72 horas. Após esse período, o óvulo é dissolvido pelo organismo, e dias depois liberado na menstruação.

Isso significa que, caso deseje engravidar, a mulher precisa ter relações sexuais na data da ovulação. Também é indicado praticar o coito três dias antes, e três dias depois da data prevista. Afinal, a liberação do óvulo pode acontecer pouco antes, ou pouco depois do previsto.

Para mais, os espermatozoides podem sobreviver por até três dias do corpo feminino. Logo, a prática sexual contínua, especialmente no intervalo indicado, facilitando a fecundação.

Na hora de acompanhar o período fértil, você pode utilizar um calendário, marcando o dia previsto para a ovulação. Alguns aplicativos para celular também funcionam bastante bem para este objetivo.

É importante destacar que não é possível engravidar fora do período fértil. Logo, caso a mulher engravide em uma data fora do programado, significa que sua ovulação ocorreu fora do período previsto. Ou seja, seu período fértil ocorreu em um momento diferente do esperado.

3. Permaneça deitada após a relação sexual

Uma pesquisa realizada em Amsterdã (Holanda) observou a chance de sucesso de concepção de mulheres que utilização da inseminação artificial.

No estudo, foi percebido que as mulheres que permaneciam deitadas por pelos 15 minutos após o procedimento, tinham mais chances de engravidar do que as demais.

A inseminação é uma técnica de reprodução assistida em que os espermatozoides masculinos são coletados e inseridos no fundo do útero da mulher, com o auxílio de um cateter.

Com esse procedimento, os gametas ficam mais próximos da localização do óvulo, e assim têm maior facilidade em encontrá-lo e fecundá-lo. A opção é indicada, por exemplo, para quando os espermatozoides possuem pouca mobilidade.

Não há estudo semelhante sobre a concepção natural. Ainda assim, acredita-se que, ao permanecer deitada, a mulher favorece a chegada dos espermatozoides ao óvulo. Afinal, os gametas não sofrerão com a ação da gravidade, alcançando seu objetivo de forma mais simples.

4. Cuide do seu corpo

Quero ser mae e nao consigo4
Cuide da sua saúde

Tal como citado ao longo do texto, uma série de fatores pode afetar a concepção. Como o estresse, que provoca várias alterações hormonais no organismo. A liberação do óvulo ocorre devido a um processo hormonal, e essas mudanças podem dificultar a realização do desejo de ser mãe.

Deste modo, é fundamental ter o cuidado de manter corpo e mente saudáveis. Para um casal que deseja engravidar, essa é uma tarefa difícil, já que o período costuma ser de ansiedade e, muitas vezes, de frustrações.

Como citado, o período comum de tentativas é de até um ano. Por isso, busque investir em momentos de descanso e relaxamento. Adotar um hobbie, atividade física, ou mesmo pequenas viagens no fim de semana, são ótimos modos de relaxar.

É igualmente importante manter uma alimentação saudável. Além dos suplementos alimentares, a mulher, e também o homem, precisam se dedicar ao consumo de alimentos ricos em vitaminas, cálcio, ferro e outros nutrientes. Uma dieta saudável favorece cada atuação do organismo.

Ainda é essencial evitar o consumo de álcool, drogas, cafeína e cigarros. Caso você ou seu parceiro utilizem medicamentos, também  é importante conversar com o médico e verificar os efeitos das substâncias sobre sua fertilidade. Alguns remédios podem atrapalhar a ovulação, por exemplo.

Os cuidados devem ser os mesmos no caso da concepção por alguma técnica de reprodução assistida. Assim, frases como “quero ser mãe, mas não consigo”, serão mais facilmente retiradas da sua rotina.

Técnicas de reprodução assistida: qual utilizar?


São diversas as técnicas de reprodução assistida disponibilizadas pela Medicina. Sua indicação adequada, porém, só pode ser realizada por um médico especialista.

Afinal, o profissional precisa avaliar as causas da infertilidade presente, e também as chances de eficácia do método. Em todo o caso, são duas as mais comuns: a inseminação artificial e a fertilização in vitro.

Assim como já citado, a inseminação artificial acontece por meio da inserção dos espermatozoides no fundo do útero feminino. Para que isso ocorra, a mulher passa por um processo de indução da ovulação. O processo estimula a liberação do óvulo, para que ele esteja devidamente disponível no momento da realização do passo seguinte.

A indução da ovulação é realizada por meio de medicamentos hormonais. Assim que a célula é disponibilizada, os gametas masculinos são coletados, por meio da masturbação do homem.

Em seguida, os espermatozoides são colocados no útero, com o auxílio de um fino cateter.

Posicionadas ali, as células podem se movimentar em busca do gameta liberado na ovulação. Caso o encontre, o espermatozoide fecunda o óvulo, gerando um embrião. Então, o embrião se desloca até o útero e se prende à sua parede, o endométrio. Em seguida, dá-se início à gestação.

Fertilização in vitro

Já a fertilização in vitro é realizada em laboratório. Para ela, a mulher também tem sua ovulação induzida, mas o óvulo liberado é coletado. Assim como os espermatozoides masculinos, novamente por masturbação. No laboratório, os gametas são colocados juntos, de modo que a fecundação aconteça.

Após a fertilização, o embrião é cultivado por cerca de cinco dias. Depois, é transferido para o útero feminino, onde deverá se instalar, como no caso da inseminação.

As técnicas podem ser realizadas também com o uso de gametas doados, ou mesmo com o auxílio de uma barriga solidária. Com o acompanhamento de um especialista, você poderá dizer: “quero ser mãe e, logo, logo, vou conseguir!”.

Open chat
💬 Precisando de ajuda?
Olá👋Como posso te ajudar?