Preservação da Fertilidade

A preservação da fertilidade é uma técnica que permitem um planejamento do casal que, por algum motivo, querem ter filhos em um momento posterior. São inúmeros os casos, mas é um comportamento que tem aumentado nos últimos anos.

Mulheres que querem engravidar após os 30 anos

O número de grávidas ou mulheres tentando engravidar na faixa entre 30 e 40 anos tem aumentado nos últimos anos. Pelo menos 20% das mulheres aguardam até os 35 anos para iniciar uma nova família.

“São muitos os fatores envolvidos na decisão de adiar a maternidade: a estabilidade profissional, a espera por um relacionamento estável, o desejo de atingir segurança financeira, ou, ainda, a incerteza sobre o desejo de ser mãe. Entretanto, é importante alertar estas mulheres sobre as consequências desta decisão: a idade pode afetar sua capacidade de conceber”, afirma Joji Ueno, diretor da Clínica GERA.

É também importante informá-las sobre os tratamentos disponíveis, que podem ajudá-las a engravidar quando elas decidirem que o melhor momento chegou.

Preservação da Fertilidade

Às mulheres que têm planos para engravidar após os 35 anos, é indicado que seja feito o congelamento dos óvulos, possibilitando a gestação até os 50 anos, que é o limite pela legislação brasileira. A idade é um dos principais fatores de infertilidade das pacientes. Após os 30 anos, a reserva ovariana da mulher começa a diminuir, deixando poucos óvulos e aumentando a possibilidade de embriões com “defeitos”.

Outras situações

Veja abaixo outros casos onde o casal anseie realizar algum procedimento para preservação da fertilidade:

O homem ou a mulher vai passar por algum procedimento cirúrgico que comprometa a fertilidade.

O homem ou a mulher vai realizar tratamento oncológico com potencial de afetar adversamente sua fertilidade.

O que fazer para preservar a fertilidade?

O casal pode optar por um dos procedimentos abaixo:

- Congelamento de óvulos e embriões;

– Congelamento de sêmen.

Solicite uma conversa

Tenho Interesse