Solicite uma conversa

Dúvidas sobre trasplante de Útero

Dúvidas sobre trasplante de Útero

Postado em: 26 de setembro de 2016

Desde o sucesso do primeiro bebê gerado após um transplante de útero em 2014, foram realizadas outras cirurgias de sucesso. Saiba mais e esclareça todas suas dúvidas.

transplante de útero com sucesso permitiu o nascimento do primeiro bebe em 2014 de uma mulher que tinha útero com defeito grave que inviabilizava gestação. Ocorreu na Suécia (grupo do Dr. Brannstrom) em mulher de 35 anos e a doadora tinha 61 anos. Foram realizados pouco mais de dez e com resultados limitados.

Como é feito o transplante de útero?

Retira-se o útero da doadora e coloca-se na mulher na receptora. Necessita de uma equipe multidisciplinar grande para seleção da paciente, cirurgia e acompanhamento posterior.

Em quem poderá ser feito e qual a alternativa?

Em mulheres que querem vivenciar a gestação e tem útero com defeito grave (Síndrome de Rokytanski), aderência intrauterina grave (cavidade uterina não viável para gestação) ou pós histerectomia (retira de útero).  A alternativa seria o útero de substituição (“barriga de aluguel”) ou adoção.

Quais os riscos?

Os riscos da própria cirurgia e a rejeição pelo sistema imunológico, necessitando tomar imunossupressores. Mas, também poderá ocorrer: trombose, infecções, necrose progressiva do útero, abortos espontâneos. Se a complicação ocorre durante a gravidez será um evento bastante crítico e ela futuramente terá que submeter-se a histerectomia para não ter que tomar imunossupressores.

Perspectivas futuras?

Propicia novo horizonte para mulheres que sonham em dar à luz ao seu filho. Mas, ainda por muito tempo, a opção será utilizar o útero de outra mulher (útero de substituição) ou a adoção.

Dr. Joji Ueno
Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina da USP
Diretor do Grupo GERA (São Paulo, Campo Grande) – Medicina Reprodutiva
Responsável pelo Setor de Histeroscopia do Hospital Sírio Libanês.